top of page

Não é não. Campanha de combate ao assédio e importunação sexual.

Não é Não! Carnaval e folia também é possível manter o respeito!


No Carnaval, foliãs e foliões podem se divertir, dançar, paquerar, mas existe uma regra básica: respeitar as outras pessoas. Pensando nessa temática, a Secretaria de Assistência Social, através do Centro de Referência de Assistência Social – CRAS e o Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres - COMDIM, vem abordar o assunto destacando que a diversão e o respeito podem andar juntos, para que o período do Carnaval seja agradável e alegre para todos.


Muitas pessoas acham que o Carnaval é “passe livre” para fazer tudo. Não é exatamente isso, para curtir a festa siga orientações básicas:


– Curtir o samba com a turma: liberado !

– Elogiar com respeito: liberado!

– Sorrir: liberado!

– Conversar: liberado!

– Convidar para dançar: liberado!

– Passar a mão: crime!

– Usar palavras ofensivas: crime!

– Cantada de cunho sexual: crime!

– Xingar alguém porque ouviu “não”: crime!

– Empurrar ou ameaçar alguém; crime!


Desde 2018, “assediar” alguém nas ruas, bailes, festas, transportes e outros lugares configura um crime específico: importunação sexual, com pena de 01 a 05 anos de reclusão. isso se o ato não constituir crime mais grave.


Aconteceu comigo, o que eu fazer? Em primeiro lugar, não tenha vergonha e não sinta culpa. Você não é responsável pela conduta do abusador!

Procure ajuda:

– Peça ajuda a quem estiver por perto;

– Acione a Brigada Militar;

– Registre um boletim de ocorrência na Delegacia;

– Ligue para o número 180;

– Procure o CRAS para acolhimento, orientações e acompanhamento.


Nesse Carnaval, não se esqueça: Não é não!


Secretaria de Assistência Social, Cidadania e Habitação.

Uma nova história, um novo tempo. Com responsabilidade.

44 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page